Notícias em O melhor do bairro de Artur Alvim, São Paulo, SP

segunda-feira, 09 de maio de 2016

Esposa de itabaianense assassinado em SP é vítima de igual crime

Por Aparecido Santana, redação Itnet.

Marilene Costa dos Santos, 34 anos, foi assassinada a tiros na manhã desta sexta-feira, dia 06 de maio, na Avenida Esperantina no bairro Artur Alvim, na zona Leste de São Paulo (SP), depois de 13 dias da morte do esposo.

De acordo com informações da 64ª Delegacia de Polícia de São Paulo, a vítima caminhava na avenida, próximo o local em que residia, quando foi surpreendida por dois homens em um veículo de cor verde. Um deles desceu do carro e efetuou os disparos de arma de fogo, que levou a vítima a óbito no local.

Marilene Costa e Genilson Costa deixam três filhos órfãos. Os menores não tiveram a chance de desejar um feliz dia das mães.

Morte do esposo

Ás 23h20mim do dia 23 de abril dois criminosos entraram no bar do casal e após pedirem informações sobre os preços de garrafas de Uísque, Marilene pediu para que a dupla fosse até o balcão onde o esposo e um funcionário atendia os clientes para efetuar o pagamento, mas neste momento os bandidos anunciaram o assalto.

A vítima reagiu segurando a arma de um deles e como não conseguiu o elemento apertou o gatilho na cabeça de Genilson, um pouco acima do olho. O homem mesmo ferido ainda correu, mas caiu inconsciente logo em seguida. Amigos ainda levaram ao hospital, mas ele não resistiu e veio a óbito.

Após o crime, Marilene prestou uma entrevista detalhando o momento  do assalto.

 

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Capital paulista oferta mais de 5 mil vagas de emprego

Para se candidatar às vagas, o interessado deve comparecer ao CATe com RG, CPF, carteira de trabalho e o número do PIS

Por: Andréa Garbim

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) e o Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (CATe) da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo (SDTE) estão oferecendo 5.419 vagas de emprego em diversas regiões da capital. Desse total, 1.170 são oportunidades captadas pelo CATe, a maioria para trabalho permanente - com salários que chegam a R$ 1.900,00.

Para a área de enfermagem, esta semana o banco de vagas sinaliza 103 oportunidades, sendo: 57 para nível técnico e 46 para auxiliar. Os salários são R$ 1.500,00 e R$ 1.200,00 respectivamente; e a exigência é ter o ensino médio completo. A função de atendente de lanchonete oferta 71 chances e, em alguns casos, a empresa exige que o profissional tenha pelo menos seis meses de experiência na área e nível de escolaridade do ensino médio incompleto ao completo - com salário de R$ 976,00. Empacotador, operador de cobrança, costureira, auxiliar administrativo e fiscal de piso somam 192 vagas com salários de até R$1.400,00.

Profissionais com deficiência ou mobilidade reduzida encontram 439 vagas em diferentes segmentos – com destaque para a função de operador de telemarketing, com 75 oportunidades para emprego permanente, salário de R$ 880,00. Há outras 100 vagas para atendente de lanchonete aos trabalhadores que estejam cursando o ensino médio, sendo neste caso a remuneração por hora.

Lembrando que os currículos também podem ser encaminhados para o e-mail eficientes@prefeitura.sp.gov.br.

Para se candidatar às vagas, o interessado deve comparecer ao CATe com RG, CPF, carteira de trabalho e o número do PIS. A quantidade de vagas veiculadas pela SDTE pode sofrer alterações conforme a procura e o preenchimento das mesmas. Reforçando que o CATe está aberto para receber representantes de empresas e empregadores que desejam divulgar vagas de emprego, o principal objetivo dessa ação é estimular novas parcerias, oferecendo cada vez mais oportunidades de emprego à população da cidade de São Paulo.

Empresas e empregadores interessados em divulgar vagas, podem entrar em contato pelo telefone 3397-1507 ou pelo e-mail solicitacaodevagas@prefeitura.sp.gov.br. O atendimento presencial às empresas é realizado somente no CATe Luz, localizado na Avenida Prestes Maia, 913.

 

segunda-feira, 14 de março de 2016

Secretaria de Serviços iluminará imediações do futuro Território CEU José de Anchieta

A remodelação dos pontos de iluminação prevê a instalação de luminárias da modalidade LED

O secretário de Serviços, em 23 de fevereiro, acompanhou o anúncio do prefeito sobre o início das obras do Território CEU (Centro Educacional Unificado) José de Anchieta. O espaço, localizado na subprefeitura Penha, trará uma série de melhorias para os moradores da região. Dentre elas, a remodelação de 517 pontos de iluminação no entorno dos novos Territórios CEUs, com a instalação, pelo Departamento de Iluminação Pública (Ilume), de luminárias da modalidade LED.

E, além do CEU (José de Anchieta), toda a estrutura de iluminação do bairro será remodelada. Serão iluminadas em LED as Avenidas Sylvio Torres,Waldemar Tietz, Padre Estanislau de Campos e as vielas da região.

O Território CEU é integrado com outros equipamentos públicos do entorno, configurando um espaço ampliado de educação. Conforme o secretário, o prédio é só um espaço, mas o que realmente importa é o uso que se faz dele. Para o prefeito, o CEU nasce com uma universidade, biblioteca, Centro de Educação Infantil (CEI), Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEI), Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEF, pois a gestão quer que os bairros de São Paulo sejam universitários.

A previsão é de que o Território CEU José de Anchieta seja entregue em dezembro deste ano.

Subprefeitura Penha

sexta-feira, 11 de março de 2016

Cohab José de Anchieta ganha CEU com escola, centro cultural e esportivo

Equipamento em Artur Alvim será construído na área do clube escola e terá piscinas, quadra poliesportiva, escola de educação infantil, biblioteca e teatro

No último dia 23, o prefeito de São Paulo vistoriou o início das obras do Território CEU Anchieta, em Artur Alvim, que está em fase de movimentação de terra. O equipamento em obras na área do clube escola José de Anchieta, terá um Centro Municipal de Educação Infantil para 508 crianças de 0 a 5 anos, cinema, teatro, biblioteca e estrutura esportiva completa, inclusive, com piscina aquecida. Acompanhado pela vice-prefeita e parte do secretariado municipal (Educação, Esportes, Assistência Social, Serviços, Cultura e EDIF), o prefeito anunciou que no primeiro trimestre de 2017, a cidade terá 60 CEUs em pleno funcionamento. Estavam presentes ainda o Subprefeito e o Chefe de Gabinete da Subprefeitura Penha.

Segundo o Subprefeito da Penha, o Território CEU incentiva o uso mais intensivo dos espaços públicos porque integrará diversos equipamentos da região com as ruas do entorno. Serão no total 51.400 m² de paisagismo interligando quatro escolas municipais e a Unidade Básica de Saúde José de Anchieta. A Secretaria de Serviços anunciou que a integração contará com iluminação de lâmpadas LED nas avenidas Sylvio Torres, Waldemar Tietz e Padre Estanislau de Campos, seguindo até o metrô. As vielas da área também serão iluminadas.

No total, o novo Centro Educacional Unificado terá área construída de 9.700 m². Serão dois blocos: o cultural e educacional, com cinco pavimentos e o esportivo, com três pavimentos. Haverá piscinas externas para adultos e para crianças e também uma piscina semi-olímpica coberta e aquecida. O campo receberá grama sintética e terá novos vestiários. O projeto prevê ainda quadras poliesportivas e salas para atividades. O centro cultural terá biblioteca, cine-teatro, salas de artes e de música, estúdio de gravação e oficina digital. Atualmente, São Paulo conta com 46 CEUs, todos equipados com quadras poliesportivas, playground, teatro, piscinas, bibliotecas, área de informática e espaços para oficinas.

O equipamento receberá investimentos de R$ 39,2 milhões, sendo R$ 22,2 milhões da Prefeitura e R$ 17 milhões em parceria com o Ministério da Educação. Estima-se que a construção gere 300 empregos diretos e 150 indiretos. As obras devem durar cerca de 12 meses.

Subprefeitura Penha

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Argentinos e brasileiros brigam na saída do Itaquerão

A briga generalizada se estendeu por cerca de cinco minutos e foi apartada por pessoas com camisa do Corinthians

Argentinos e brasileiros discutiram e trocaram socos na frente da Estação Artur Alvim do Metrô por volta das 20 horas, enquanto os torcedores começavam a sair do Itaquerão após vitória da Argentina pela semifinal da Copa do Mundo. A estação fica nas imediações do estádio.

Os argentinos haviam fechado a Rua Doutor Campos Moura, próxima à estação, e estavam comemorando a vitória sobre a Holanda. Não se sabe como exatamente começou a confusão, mas houve discussão e empurra-empurra entre cerca de 20 argentinos e brasileiros. Alguns brasileiros estavam do lado dos argentinos.

A briga generalizada se estendeu por cerca de cinco minutos e foi apartada por pessoas com camisa do Corinthians. A reportagem não viu nenhum ferido.

Houve correria e lojas e bares fecharam. A Polícia Militar não estava presente no momento da confusão, já que, na saída das partidas, os PMs permanecem dentro da estação de metrô, na saída para a Radial Leste.

EXAME

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | Próximo >