Notícias em O melhor do bairro de Butantã, São Paulo, SP

quarta-feira, 07 de janeiro de 2015

Praça Flora Rica ganha playground e aparelhos de ginástica

Obras de revitalização contemplam, ainda, muro de gabião e novo passeio

 

Parte das mais de 300 obras de revitalização de áreas verdes nas 31 subprefeituras da Cidade, a intervenção na Praça Flora Rica chama a atenção pelo aumento de frequentadores no espaço. Com novo passeio, playground e aparelhos de ginástica, os moradores da região têm motivos de sobra para utilizar a área verde a qualquer hora do dia. 

O local atrai adeptos de corridas e caminhadas pela qualidade do passeio e crianças e adolescentes nas áreas de lazer e playground. Balanços, escorregadores e uma pequena casa de brincar - todos de madeira para evitar o aquecimento com o calor do sol, são chamarizes para a diversão da garotada. 

Aparelhos de ginástica que simulam caminhadas, movimentos de esqui e surf e auxiliam em alongamentos também completam os atrativos do local. O córrego Corveta Camacuã, que corta a praça, recebeu, em trecho castigado pela erosão, muro de contenção em gabião (de pedras).

As obras na praça tiveram início em outubro de 2014 e a previsão é que sejam finalizadas ainda este mês. A intervenção custou cerca de R$ 1.500.000,00.
 

 

 

Texto e imagens: Helga Monteiro Ventura
Fonte: Subprefeitura do Butantã

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Butantã saúda 2015

Depois de um ano de intensa participação popular e de importantes conquistas para a região, ano novo é momento de consolidar avanços e buscar novas melhorias para o bairro

 

Um ano que termina, outro que começa. 
Mais que uma simples mudança em uma folha do calendário, para a Subprefeitura do Butantã a virada marca mais um período de muito trabalho em busca de melhorias para as quase 500 mil pessoas que moram nos cinco distritos da região.


É também a hora de olhar um pouco para trás e ver a quantidade de conquistas obtidas durante o período de doze meses que se encerra agora. 
Vitórias conseguidas com grande participação popular, uma das mais importantes marcas do Butantã.


Em 2014 tomou posse e começou a trabalhar um dos mais atuantes Conselhos Participativos dentre as 32 subprefeituras da cidade. 
Foi o momento de consolidar e organizar esse importante instrumento de aproximação entre os diversos segmentos que representam a população e a administração pública, representada pelo Governo Local liderado pela Subprefeitura.


Outras formas de participação também tiveram destaque durante os primeiros anos da atual gestão. 
O Plano de Metas, que tomou parte de 2013, começou a apresentar resultados efetivos já em 2014. 
Um exemplo é a construção da Ciclovia Pirajussara, melhoria mais desejada pelos moradores do Butantã de acordo com as audiências do Plano.


A primeira etapa do equipamento viário, instalado em boa parte no canteiro central das avenidas Eliseu de Almeida e Pirajussara, foi concluída entre o fim de 2013 e o primeiro semestre de 2014. 
A etapa final, levando a ciclovia até a divisa com Taboão da Serra, está sendo executada a todo vapor, já tem praticamente todo o calçamento pronto e está em fase de conclusão da sinalização, tanto vertical como horizontal, e instalação de parte das grades de proteção. 
Tudo deve ficar pronto no início de 2015.


Outra conquista que enche de orgulho o morador do Butantã é a realização de um sonho ainda mais antigo que o da construção da Ciclovia: a transformação da Chácara do Jockey em parque municipal. Depois de incansáveis negociações com o proprietário da área, o Jockey Clube de SP, a Prefeitura conseguiu trocar a área por parte dos impostos que o clube devia para o município.


Dessa forma, os mais de 100 mil metros quadrados, no coração do bairro, ficarão definitivamente livres das constantes ameaças de serem tomados pela especulação imobiliária, servindo como importante área verde preservada, além de grandes áreas para lazer, práticas esportivas e atividades culturais, além de conservar um interessante conjunto de construções do início do século passado.


Além das conquistas mais visíveis e comentadas, a Subprefeitura do Butantã tem trabalhado com afinco em várias outras frentes, em obras de revitalização de praças, como a da Flora Rica, na Vila Sônia, em importantes serviços de drenagem, como da rua Alvarenga, junto à entrada principal da USP, além dos constantes serviços de limpeza e conservação de áreas.


Que venha 2015, marcando muito trabalho e mais e mais conquistas para o Butantã.

Fonte: Subprefeitura do Butantã

 
quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Obras da Subprefeitura do Butantã na Praça Flora Rica, Córrego Corveta Camacuã e Ciclovia Pirajussara estão a pleno vapor

A revitalização da Praça Flora Rica, a colocação de gabiões no córrego Corveta Camapuã e obras na ciclovia Pirajussara são algumas das melhorias que estão sendo realizadas pela Subprefeitura do Butantã. 


Aguardada há anos pelos moradores das redondezas, as obras de reformas e revitalização da Praça Flora Rica começaram a ser feitas no dia 22 de Outubro.
A primeira etapa contempla a reforma da área interna que reune áreas de lazer e estar, passeio, instalação de playgrounds e aparelhos de ginástica.

Também prevê a colocação de gabiões(muro de contenção de pedras) nos trechos de erosão.
Todos os trabalhos, estimados em R$1.484.099,57, devem ficar prontos até o dia 20 de janeiro de 2015.

Veja mais imagens das obras

Outra obra, muito aguardada na região, é a segunda etapa da Ciclovia Pirajussara que começa na Rua Santa Albina.
O trecho que seguirá para Taboão da Serra tem previsão de conclusão da concretagem e sinalização básica para início de 2015.

O primeiro trecho ficou pronto no início deste ano. É um trajeto de cerca de 3 km entre as ruas Camargo e Santa Albina. 
 

Texto e imagens: Érica Nagumo

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Conselho Participativo do Butantã e Secretário de Serviços do município se reúnem.

Conselho Participativo recebe Secretário de Serviços

Autoridade coletou demandas locais e apresentou modelo de gestão da pasta

 

Os membros do Conselho Participativo Municipal do Butantã e o Secretário Municipal de Serviços, Simão Pedro Chiovetti reuniram-se no último dia 13/11.
Participaram também representantes das empresas que prestam serviços de coleta, transporte e tratamento de resíduos, LOGA e INOVA.

O debate foi aberto pela subprefeita do Butantã, Maria Rosa da Silva, apresentando os técnicos da Supervisão de Serviços e Obras e como funciona o trabalho realizado nos cinco distritos que compõem a divisão administrativa: Butantã, Morumbi, Vila Sônia, Raposo Tavares e Rio Pequeno.

Veja mais imagens do encontro

Após explanação do modelo de gestão da Secretaria de Serviços na Cidade, passando por breve apresentação das ramificações de responsabilidade da pasta, como o Serviço Funerário, Departamento de Iluminação Pública (Ilume), Telecentros e serviços de limpeza urbana e coleta domiciliar, o secretário ouviu os questionamentos dos presentes e registrou demandas pontuais da região. 

A visita da autoridade em reunião do colegiado integra a agenda de encontros dos Secretários Municipais nas subprefeituras, com intuito de estreitar as ações do poder público em âmbito local.
O Conselho Participativo do Butantã tem 44 representantes.

Texto e imagens: Helga Monteiro Ventura

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

A USP está entre as 62 melhores universidades pelo National Taiwan University Ranking

A USP permanece entre as melhores universidades do mundo, conforme o ranking Performance Ranking of Scientific Papers for World Universities 2014 divulgado ontem, dia 9 de outubro, pela National Taiwan University Ranking (NTU Ranking). 
A USP está classificada em 62ª lugar e considerada a melhor universidade latino americana.

ranking avalia e ranqueia a produção científica de 500 universidades no mundo todo, tendo como base três importantes critérios – produtividade, impacto e excelência da pesquisa. O sistema de ranqueamento foi desenvolvido para avaliar a performance acadêmica de universidades de pesquisas e dimensionar suas conquistas no que tange à produção científica, comparando a qualidade e a quantidade das pesquisas produzidas por cada universidade. A seleção das universidades é feita a partir da base de dados doEssential Science Indicators (ESI).

Outras cinco universidades brasileiras foram avaliadas no ranking geral: a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), classificada em 315º lugar; a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em 324º; a Universidade Estadual Paulista (Unesp), em 344º; a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 429º; e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em 470º.

Nesse ranking, que também classifica as instituições por área do conhecimento, a USP manteve-se entre as 100 melhores em quatro dos seis campos avaliados: Agricultura (na 21ª posição), Medicina (82ª), Ciências da Vida (62ª) e Ciências Naturais (69ª).

Na avaliação por áreas de concentração, a Universidade se sobressaiu em 10 dos 14 itens considerados: Ciências Agrícolas (na 7ª posição), Engenharia Química (61ª), Química (80ª), Ciência da Computação (100ª), Ecologia e Meio Ambiente (80ª), Geociências (91ª), Matemática (26ª), Farmacologia e Toxicologia (24ª), Física (82ª) e Zootecnia (19ª). Em todas as áreas avaliadas, tanto nas gerais quanto nas específicas, a USP foi classificada como a melhor universidade brasileira.

< Anterior | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | Próximo >