Notícias em O melhor do bairro de Butantã, São Paulo, SP

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Centro Esportivo Butantã apresenta palestra sobre AIDS e DST.

Iniciativa do programa Saúde no Esporte acontece dia 27

 

 

Parceria entre as secretarias de Saúde e Esportes, Lazer e Recreação, o programa Saúde no Esportepromove, durante o mês de fevereiro, a palestra AIDS e DST em 34 centros esportivos da Cidade. Profissionais irão orientar os presentes sobre diagnóstico, prevenção e sintomas das doenças tema.

No Butantã, a iniciativa gratuita acontece, dia 27, às 10h e 14h, no Centro Esportivo Solange Nunes Bibas.

As doenças sexualmente transmissíveis, ou apenas DST, são afecções transmitidas, principalmente, pelo contato sexual sem o uso de camisinha com pessoa infectada. 
Entre elas, a mais conhecida é a AIDS, causada pelo vírus HIV, que ataca o sistema imunológico deixando o portador vulnerável a diversos problemas.

Serviço: 
Palestra sobre AIDS e DST
Dia 27/02, às 10h e 14h. 
Centro Esportivo Solange Nunes Bibas. Rua Hernani da Gama Correa, 367 – Butantã. 
Tel.:3721-5711. 
Grátis 

Fonte: Subprefeitura Butantã

segunda-feira, 09 de fevereiro de 2015

Melhores ciclovias de São Paulo estão no Butantã.

Reportagem da Veja São Paulo percorreu ciclovias de São Paulo e colocou as da Av. Escola Politécnica e Eliseu Resende/Pirajussara entre os três melhores equipamentos do gênero na cidade

 

Algumas das ciclovias implantadas na região do Butantã nos últimos meses, juntamente com outras da cidade, foram objeto de análise de ampla reportagem da revista Veja São Paulo desta semana e ficaram no topo da lista entre as melhores do município.
O primeiro trecho da ciclovia da Av. Escola Politécnica foi eleita a melhor de São Paulo pela revista.
A Ciclovia Pirajussara, nas avenidas Eliseu de Almeida e Pirajussara ficou com o terceiro posto.
Na zona Leste, a ciclovia do Parque da Mooca, com 1.100m, ficou no segundo posto.

Confira as 10 melhores ciclovias no site da revista

A Ciclovia Pirajussara, com 5,5km, foi apontada com destaque no item segurança.
Também teve nota máxima em aclividade, pavimento e obstáculos.
Nos itens conservação e fluidez a Pirajussara teve 4, de 5 pontos possíveis, nota compreensível para um equipamento em fase final de implantação.

Já o trecho inicial da ciclovia da av. Escola Politécnica, com 1.700m, gabaritou na opinião dos repórteres da Vejinha, com nota 5 em todos os itens. 

Fonte: Subprefeitura Butantã

 
terça-feira, 03 de fevereiro de 2015

Dia D de combate à dengue e chikungunya gera mobilização no Butantã

Ações de bloqueio de criadouros e limpeza de córrego estão na programação

 

 

O cenário de risco de epidemias de dengue e febre chikungunya apontado pelo Levantamento do Índice Rápido de Infestação (Lira) divulgado no final do ano passado gerou forte mobilização contra o inseto transmissor, o mosquito Aedes aegypti.
Em dezembro do mesmo ano, o Dia D de combate à dengue e chikungunya foi marcado por ações preventivas e educativas por todo país.

O reforço da iniciativa nacional acontece dia 7 de fevereiro, com o Dia D de combate à dengue e chikungunya. 
A mobilização convoca os gestores estaduais e municipais de saúde a organizar mutirões de limpeza urbana, produzir material educativo e reunir profissionais para identificação de possíveis criadouros.

Na região do Butantã a campanha chega ao distrito Raposo Tavares.
Ruas do Jardim Arpoador e Jardim São Jorge recebem ações de bloqueio de criadouros de casos confirmados ou suspeitos e distribuição de telas de caixa d'água e folhetos educativos.
Cartazes preventivos também serão afixados no comércio local.
Técnicos da Vigilância Ambiental e agentes da Supervisão de Vigilância em Saúde do Butantã (Suvis- BT) participam da operação.

A Subprefeitura Butantã realiza limpeza manual do córrego próximo à avenida General Asdrúbal da Cunha e capinação do mato localizado no canteiro central da avenida Major Valter Carlson.

Antes mesmo do Dia D de combate à dengue e chikungunya os trabalhos de combate ao mosquito vetor já estavam na pauta de autoridades de saúde da região.
Ações conjuntas, a partir dos mapas de risco da Vigilância Ambiental, reuniram representantes do Programa de Áreas Verdes Saudáveis (PAVS), das Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), das Supervisão de Vigilância em Saúde do Butantã (Suvis- BT), da Vigilância Ambiental do Butantã e agentes comunitários de saúde.

Ainda segundo a pesquisa do Lira, que reuniu 1.463 municípios, 117 cidades estão em situação de risco de epidemia de ambas as doenças alvo da mobilização nacional. 
 

Texto: Helga Monteiro Ventura
Fonte: Subprefeitura Butantã
 

segunda-feira, 02 de fevereiro de 2015

Blocos agitam Carnaval no Butantã

Banda Bantantã abre o calendário de carnaval de rua, nesta sexta-feira

 

A banda Bantantã, tradicional bloco carnavalesco do bairro, abre o Carnaval de rua no Butantã, a partir do dia 6 de fevereiro. 
A concentração acontece na Avenida Waldemar Ferreira, às 21h.

O ponto alto do Carnaval no Butantã acontece nos dias 15 e 16 de fevereiro, na Avenida Eliseu de Almeida, com o desfile das escolas do Grupo 2 da UESP (União das Escolas de Samba Paulistanas).

Veja as fotos do desfile de 2014

Este ano, quem abre o desfile do Grupo 2 será Acadêmicos de São Jorge. 
No total serão treze escolas e uma convidada desfilando na Eliseu de Almeida, início do desfile da primeira escola será às 21h, nesses dois dias.

15 de fevereiro
1 - Acadêmicos de São Jorge
2- Império Lapeano
3- União Imperial
4- Príncipe Negro
5- Flor de Vila Dalila
6- Unidos de Guaianases e uma escola convidada

16 de fevereiro
1- Iracema Meu Grande Amor
2- União Independente da Zona Sul
3- Tradição Albertinense
4- Unidos do Vale Encantado
5- Unidos de São Miguel
6- Acadêmicos do Ipiranga
7- Flor de Liz

O ano passado ficou marcado como aquele que resgatou o Carnaval no Butantã, onde o público de cerca de 10 mil pessoas por noite foi destaque, abrilhantada pelas escolas desfilando pela passarela da Eliseu de Almeida.

Leia também: No Carnaval do Butantã, o legado chega na frente

O Carnaval no Butantã segue até o dia 28 de fevereiro, com muita marchinha e diversão para os foliões.

Confira os locais, datas e horários dos desfiles dos blocos.

BANTANTÃ
Dia 6 de fevereiro - 21h
A Bantantã - Folia e Festa de Rua, foi fundada em 1979 por funcionários da Universidade de São Paulo e freqüentadores dos bares da av. Waldemar Ferreira (entrada da USP), tem como principal característica a garantia da tradição de enaltecer "os velhos carnavais que não voltam mais". O Carnaval da Bantantã festejado nas principais avenidas da região, ganha força e participação a cada ano que passa.
PERCURSO: 21h - BUTANTÃ - Av. Waldemar Ferreira, Vital Brasil, Rua Estevão Lopes, Rua Gaspar Moreira, Waldemar Ferreira.

PERDENDO A LINHA
Dia 7 de fevereiro - 15h
A 3º edição surgiu da necessidade de brincar o verdadeiro carnaval de rua com marchinhas e muita alegria.
PERCURSO: 15h - CAXINGUI - Rua Regente León Kaniefsky/Rua dos Três Irmãos/Rua Amélia Corrêa Fontes Guimarães/Rua José Jannarelli/Rua Regente León Kaniefsky

BLOCO CARNAVALESCO SOL ARTE SF
Dia 7 de fevereiro - 14h
O bloco foi fundado 1984 e trabalha com a comunidade carente local. O bloco não tem fins lucrativos e realiza trabalho voluntário junto às com as escolas do bairro.
PERCURSO: 17h - JARDIM BOA VISTA - Rose Lacombe,nº 270 Gabriel de Carvalho,Garcia de Souza ,Retornando Rua Rose Lacombe

BANDA DECO
Dia 8 de fevereiro - 10h
Fundado em novembro de 1995 por um grupo de amigos amantes do samba, foliões de escolas de samba paulistas e frequentadores do Bar do Deco.
PERCURSO: 17h30 - JARDIM BONFIGLIOLI - av Eng Heitor Antônio Eiras Garcia , João Casa Grande, Otacílio Tomanik, praça Isair Lener, av Eng Heitor Antônio Eiras Garcia.

BAQUE LIVRE
Dia 13 de fevereiro - 16h
O projeto “Baque Livre” tem o Maracatu Nação ou Maracatu de Baque Virado como objeto para a sua realização. Foi criado em Janeiro de 2014 com o objetivo de proteger e promover as culturas negras e a cultura popular brasileira com ações educativas e inclusivas nos locais de atuação: no ambiente escolar, na comunidade e em intercâmbios culturais. Apresenta-se em eventos culturais em escolas e na comunidade onde atua.
PERCURSO: 16h - BUTANTÃ - Rua Professor Vicente Peixoto, Atravessa a Av. Corifeu de Azevedo Marques, Praça Elis Regina, e volta para a rua Amorim Lima

BLOCO CARNAVALESCO DOCE VENENO
Dia 14 de fevereiro - 15h
O Bloco nasceu em 1984 na Vila Dalva, Rio Pequeno, e trabalha até agora com a comunidade local
PERCURSO: 19h - RIO PEQUENO E VILA DALVA - Rua Pujais Sabate, av. Rio Pequeno, r. Jorge Wart. Término na praça Arruda

D´ULTIMA HORA DE CULTURA
Dia 16 de fevereiro - 14h
Há muito tempo (20 anos ou mais) que a comunidade do Morro do Querosene vai para as ruas, na segunda-feira de carnaval. Os encontros aconteciam na Pracinha. A partir de 2010, já Pontos de Cultura, a organização aumentou e passamos a sair em frente à sede, na Capitão Paulo Carrilho, nº 41. Dali vamos, já em cortejo, para a Pracinha e de lá, damos uma volta, passando pelas ruas Dr Cícero de Alencar, Padre Justino, Afonso Vaz, Maria Emília Leonel, retornando ao ponto inicial. Já teve ano que cortejo passou pela Corifeu de Azevedo Marques. Já teve cobra vivenciada pelas crianças. E ano passado, nossa caixa de som autônoma foi colocada no cesto de um triciclo de vender pães. Começas assim atôa, como quem nada quer, Chama os vizinhos para fora de suas casas, vai ajuntando crianças, algumas em seus carrinhos de bebê, os cantadores vão lembrando das marchinhas, os tambores, agogôs e xequerês marcam a cadência e, de repente, a alegria contagia todos os presentes. É uma festa muito tranquila. Costuma começar por volta das 17 horas (depois que o sol já baixou um pouquinho, e vai, sem interrupção,, até às 22 ou 23 horas.
PERCURSO: 17H - MORRO DO QUEROSENE - Rua Capitão Paulo Carrilho, Pracinha do Morro do Querosene, Rua Dr Cícelo de Alencar, Rua Afonso Vaz, Rua Emília Leonel

COBRAS DA RUA 8
Dia 17 de fevereiro - 17h
O bloco "Cobras da Rua 8" sai pela primeira vez esse ano, mas revivendo um dos mais tradicionais e famosos blocos da região: "Os Cobras do Butantã", cujo núcleo era justamente a lendária Rua 8. O renascimento dos Cobras é aguardado com muita expectativa por sambistas e foliões de todas as gerações, como um símbolo do renascimento do próprio carnaval da região.
PERCURSO: 17h - SÃO DOMINGOS - Rua Vilar da Veiga (Rua 8), Rua Egberto da Silva Mafra,Rua Imperatriz Dona Amélia, Av. Eng. Heitor Antônio Eiras Garcia, Rua Dr. Arnaldo de Alcantara, Rua Cabo Severiano da Costa Sampaio, Av. Abílio Pereira de Almeida, Rua Egberto da Silva Mafra, Rua Vilar da Veiga

BLOCO NINGUÉM DORME
Dia 21 de fevereiro - 17h
O Bloco ninguém Dorme nasceu de um samba beneficente mensal que existe há 2 anos. O objetivo inicial do samba, era promover a cultura do samba de roda tradicional, porém as ações beneficentes cresceram e se tornaram nosso maior objetivo, logo depois da reunião de amigos é claro. O samba convida tradicionais nomes da velha guarda de ritmistas paulistas, misturados aos jovens apaixonados pelo ritmo.
PERCURSO: 17h - VILA INDIANA - Saindo da Rua Boturoca, esquina com a Avenida Corifeu de Azevedo Marques, sobe pela rua Iquiririm, virando pela Nobre Vieira, seguindo pela Armando de Almeida (em frente a EMEF Amorim Lima), attravessando a Av Corifeu de Azevedo Marques para seu ponto de dispersão a Praça Elis Regina.

TE PEGO NO CANTINHO
Dia 22 de fevereiro - 13h
Bloco de muita alegria e amor, coletivo, horizontal, autônomo. Pelo direito à alegria autentica. Pelo direito de ocupar as ruas e os espaços públicos. Contra a especulação e o corte de linhas de busão. Tudo permitido e nada obrigatório, tirando vir fantasiado ou com adereços. Esbórnia garantida. músicas tradicionais e excentricidades composicionais. Bateria da tribo. Festa da carne e dos legumes. Descampeonato de fantasias. Confete e serpentina de papel (espuma é suja!). Extravagancias. Desbundes. Fase de analismo coletivo. Felicidade de verdade. Coração de mãe e cuidado com crianças.... pegação pelos cantos... cantos de pegada...te no cantinho...
PERCURSO: 16h - VILA INDIANA - Rua Iquiririm - Rua Nobre Vieira - Av Corifeu de Azevedo Marques - Praça Elis Regina - Rua Professor Vicente Peixoto - Rua Iquiririm

DESCONTROLE FOLIA
Dia 22 de fevereiro - 15h
O bloco existe há 7 anos e tem objetivo principal trazer para região do Butantã a mix de carnaval de São Paulo com o da Bahia através do axé e bateria de escola de samba. Hoje as despesas do bloco são supridas através de pequenos eventos que ocorrem em meados de cada ano.
PERCURSO: 15h - JARDIM SÃO JORGE - Avenida professor João de Lourenzo, Rua major Walter Carlson

VOVÔ GAROTO
Dia 28 de fevereiro - 16h
O Professor Armando Resende Junior, mais conhecido como "Junior", sócio fundador, provem de uma família que participou da comunidade da GRESC Vai Vai na Bela Vista em 1942 e permeou por outras agremiações com a Acadêmicos do Tucuruvi em 1991, Gaviões da Fiel em 2007 e se tornou Coordenador da Ala 01 do GRES Tom Maio de 2010 até presente data. O mesmo tem mais de 20 anos de GRES Vai Vai como frequentador trabalhando em conjunto com Professora Erica (Saracura) Jorge Passista da Ala Show e ex coordenadora da Ala das Passistas da mesma agremiação e Rejany Benevides braço direito do mesmo na Ala Karatom da Tom Maior em diversas apresentações e aulas de samba ( Dança, condicionamento físico específico..) Está no Comando do grupo Samba Suor e Raiz desde da sua fundação em 2010 e o mesmo é formado por membros de diversas facções sambísticas como Quadra do Moleque Travesso, Samba da Laje, Samba da Vela, Botequim do Camisa Verde e Branco, Botequim do Peruche, Vila do Samba entre outros.Trabalhou com espaços de destinados ao samba como o Lapa 40 graus de Carlinhos de Jesus, Espaço Cultural Jongo Reverendo, Espaço Unyco , Bar do Arnesto entre outros. Após estudar a possibilidade de formar um bloco durante um bate em um bate papo ( brincadeira) 2012 com seu amigo Rodrigo Cota fixou a ideia e o nome pra dar vida ao bloco Vovô Garoto. O mesmo agora está pra ir pra rua no Carnaval de 2015 com o intuito de gerar acessibilidade as família das comunidades a brincar no carnaval com espirito dos antigos e gloriosos carnavais sem desmerecer a ninguém.
PERCURSO: 16h - JARDIM DRACENA/JARDIM JAQUELINE - Rua Edivar Camilo, Rua Daniele Crespi, Rua Natal Pigasi e Rua Edivar Camilo.

NAMORA, BOBO!!
Dia 28 de fevereiro - 15h
O bloco tem a idéia de levar para a rua o alto astral e a alegria das festas produzidas pela agência Scheeeins em São Paulo desde 2011. A idéia é misturar percursão com música eletrônica e outros instrumentos musicais com performances ao vivo na rua.
PERCURSO: 15h - CIDADE JARDIM - O Bloco sairá da Praça Deputado Dario de Barros e seguirá pela Rua Engenheiro Guimarães Valadão, virando na Rua Taques Alvim, onde segue até o seu final, no numero 495.

 

Texto: Érica Nagumo
Imagem: Maurício Martins
Fonte: Subprefeitura Butantã

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Conselho Participativo convida população para primeira audiência pública do colegiado.

Devolutiva dos trabalhos de 2014 está na pauta do encontro

 

O Conselho Participativo Municipal do Butantã (CPM-BT)) realiza, dia 7 de fevereiro, a partir das 9h30, sua primeira audiência pública. 
O encontro, que acontece no Teatro Carlos Zara, no CEU Butantã, busca reunir sugestões e reivindicações de associações, lideranças e moradores da região para pontuar os trabalhos do colegiado em 2015.

Na oportunidade, será apresentada a organização do conselho, seu calendário de reuniões e devolutiva das discussões levantadas em 2014.

Convite da audiência pública

O Conselho Participativo Municipal é formado por 44 representantes e tem caráter consultivo. 
Entre suas atribuições está auxiliar o planejamento e fiscalização de ações e gastos públicos.

Serviço: Audiência pública - Conselho Participativo do Butantã. Dia 7/02, a partir das 9h30. CEU Butantã. Av. Engenheiro Heitor Eiras Garcia, 1700.


Texto: Helga Monteiro Ventura
Fonte: Subprefeitura Butantã

< Anterior | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | Próximo >