Categorias

Notícias em O melhor do bairro de Butantã, São Paulo, SP

segunda-feira, 12 de setembro de 2011
Soma de 500 m a túnel no Butantã agrada moradores

Após dois anos, a Prefeitura retomou, em 27 de agosto, o contato com moradores do Butantã e propôs acréscimo de 500 metros ao túnel que ligará as avenidas Corifeu de Azevedo Marques e Jorge João Saad, no Butantã, zona oeste.
O novo traçado, de 1,2 km, evita a desapropriação da Praça Elis Regina.
Mas os moradores ainda temem que a outra saída do túnel cause danos ao Parque da Previdência.
A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano garante que o parque não será afetado.

Tiago Dantas - O Estado de S.Paulo
 

sexta-feira, 02 de setembro de 2011
Totalmente digital, novo Foro Regional do Butantã é inaugurado

 

O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador José Roberto Bedran, inaugurou hoje (2) o Foro Regional XV - Butantã, mais um fórum totalmente digital. Com a inauguração, o Judiciário paulista passa a contar agora com onze foros digitais.
Na solenidade, a juíza diretora do fórum, Margot Chrysostomo Correa, falou sobre a importância de se instalar mais uma unidade digital na capital. “Sem dúvida, o processo digital é um avanço.
É a tecnologia aplicada diretamente a favor da Justiça, do meio ambiente, do nosso planeta, enfim, de todos nós. As vantagens são irresistíveis e, porque não dizer, irrenunciáveis.
Em um futuro próximo, toda a Justiça será feita através do processo digital.”
Para a magistrada, o TJSP deu mais um grande passo para melhorar a prestação jurisdicional. “Sem dúvida, a Justiça está mais próxima do jurisdicionado. Sabemos que ainda há muito a ser feito. Mas uma grande caminhada sempre começa com o primeiro passo”, concluiu.
O desembargador Ciro Pinheiro e Campos, presidente da Seção de Direito Criminal do TJSP, lembrou das dificuldades enfrentadas para que o projeto e a construção do prédio fossem possíveis. “Este prédio foi construído com muita dificuldade. Todas as adaptações foram feitas para que a jurisdição pudesse ser prestada. É um trabalho conjunto, de toda uma equipe. É uma vitória para o TJSP e para todos os funcionários.” Ele falou também sobre a Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher e enalteceu o trabalho dos magistrados e servidores do Judiciário de São Paulo .
O presidente do TJSP, desembargador José Roberto Bedran, encerrou a solenidade falando do orgulho que sentia por fazer parte da história da Corte paulista. “Nos meus quase 43 anos de magistratura, registro o orgulho e a satisfação de ver o tribunal inserido na era cibernética, caminho que devemos trilhar daqui para a frente.” Disse que, justo ele que teve enorme dificuldades de aposentar a velha máquina de escrever, está agora a trabalhar pela implementação digital. "Essa tendência não tem mais volta."
Bedran falou, ainda, sobre a expectativa a respeito do novo prédio. Segundo o presidente, “o TJSP quer acompanhar a evolução social e econômica para prestar um serviço forense mais eficiente e rápido. Este prédio será um piloto para que caminhemos para a frente. Felicito a todos por essa conquista”. O fórum funcionará a partir da próxima segunda-feira (5), na Avenida Corifeu de Azevedo Marques, nº 150.
À solenidade, estiveram presentes também o vice-presidente do TJSP, desembargador José Santana; o presidente da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis), desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti; os desembargadores Antonio Luiz Pires Neto e Ruy Alberto Leme Cavalheiro; a 4ª promotora de Justiça Cível e secretária-executiva das promotorias de Justiça Cíveis do Foro Regional de Pinheiros, Dilce Helena Brocchi de Oliveira Pádua Prestes, representando o procurador-geral de Justiça; a juíza Daniella Maria Cillento Morsello, representando o decano do TJSP; a defensora-pública-geral, Daniela Sollberger Cembranelli; o conselheiro consultivo e de Programas da Escola Paulista da Magistratura, Régis de Castilho Barbosa Filho, representando a EPM; o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa; o delegado-geral de polícia do Estado de São Paulo, Marcos Carneiro Lima; o delegado seccional de polícia, Cláudio Rossin; o chefe da Assessoria Policial Militar do TJSP, coronel PM Renato Cerqueira Campos; o comandante do 16º Batalhão de Polícia Militar - Butantã, tenente coronel PM José Luiz de Souza; a delegada de polícia titular da 3ª Delegacia da Mulher - Oeste, Luciana Martin de Oliveira Souza; o vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção São Paulo, Marcos da Costa, representando o presidente; o chefe de gabinete, Ricardo de Souza Ferreira; o diretor do Foro Regional da Lapa, Julio Cesar Silva de Mendonça Franco; o procurador legislativo, Paulo Baccarin, representando o presidente da Câmara Municipal de São Paulo; o presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB, Carlos José Santos da Silva; o presidente da Academia Paulista de Direito, Rogério Donnini; a delegada de polícia, Elisabeth Massuno; o presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo, George Melão; o juiz José Maria Câmara Junior; o delegado de polícia do Departamento de Investigações sobre Narcóticos, Reinaldo Correa; o procurador do Estado, Daniel Smolentzov, representando o procurador-geral; os juízes do Foro Digital do Butantã, Mônica de Cássia Thomaz Perez Reis Lobo; Monica Lima Pereira; Renata Coelho Okida, Luís Gustavo da Silva Pires e Bianca Ruffolo Chojnak; os vereadores José Rolim e Aurélio Miguel, o delegado de polícia titular da 93ª Delegacia de Polícia, José Ademar de Souza; os juízes assessores da presidência do TJSP e os da presidência de Direito Criminal; desembargadores, magistrados, além dos secretários do TJSP Célia da Silva Praes, Lilian Salvador Paula, Rodnei Pinto Fernandes, Eric Samuel Mourão, Solange de Fátima Orsi Bulgueroni, Ana Lucia da Costa Negreiros, Diva Elena Gatti da Mota Barreto, Sandra Regina Pereira e Mariangela Maluf Lagoa.

Fórum - O prédio conta com duas varas Cíveis, duas da Família e das Sucessões e a Vara da Região Oeste de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher (esta com competência para atender Butantã, Lapa e Pinheiros) e tem como diretora a juíza Margot Chrysostomo Correa, também responsável pela 2ª Vara da Família e das Sucessões.
Os fóruns digitais não têm autos de processo físicos, uma vez que todos os atos processuais são realizados através de peticionamento eletrônico.
Com esses procedimentos, há mais celeridade nos julgamentos, pelo fato de que advogados e partes não necessitam ir ao fórum para protocolar documentos.
O Foro Regional do Butantã se soma ao Juizado Especial Cível Central – JEC Vergueiro; Foro Regional XII - Nossa Senhora do Ó; Fórum de São Luis do Paraitinga; e os Foros Distritais de Artur Nogueira, Buri, Flórida Paulista, Nazaré Paulista, Ouroeste, Pirangi e Salto de Pirapora, todos totalmente digitais.

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo

 

quinta-feira, 01 de setembro de 2011
Cidade ganha nova ciclovia e faixas solidárias no Dia Mundial Sem Carro

Em setembro, o Dia Mundial Sem Carro foi marcado pelo prolongamento e criação de faixas exclusivas de ônibus, pela operação em caráter educativo das faixas solidárias - faixas reversíveis que poderão ser usadas por motoristas que transportarem um ou mais passageiros - e pela abertura de mais uma ciclovia.

"O Dia Mundial Sem Carro é uma referência para que todos nós possamos compreender a importância de implantar as políticas públicas que dispensem o uso de carros e invistam em transporte público de massa. Vistoriamos essa ciclovia e a ciclorrota que vão integrar o metrô à USP.
Muitas pessoas poderão utilizá-la, inclusive alugando bicicletas na estação de metrô", disse o prefeito Gilberto Kassab.

No total, são 840 metros de trajeto entre a estação Butantã e o portão principal da Cidade Universitária.
O trecho da ciclovia e ciclorrota compreende a avenida Vital Brasil, rua Engenheiro Bianor, praça Monte Castelo, rua Gaspar Moreira e avenida Afrânio Peixoto.
O percurso conta com sinalização vertical e horizontal, sendo 560 metros de ciclorrota (compartilhamento de espaço com automóveis) e 280 metros de ciclovia (espaço restrito a bicicletas).

Faixas solidárias

No Dia Mundial Sem Carro, as nove faixas reversíveis que funcionam na cidade operaram sob um projeto piloto de incentivo à carona solidária.
Dessa forma, os motoristas que trafegavam com um ou mais passageiros tiveram preferência para circular nas faixas reversíveis. "A faixa solidária é uma tentativa de colaborar com o tráfego, de fazer com que os usuários façam uma carona programada e que mais carros possam ser deixados em casa", explica Eduardo Macabelli, diretor de operação da CET. Os motoristas foram orientados por agentes e por faixas nos principais pontos de acesso.

Fonte : Jornal Oeste News

quinta-feira, 01 de setembro de 2011
50 mil produtos falsificados são destruídos no Butantã

Cerca de 50 mil produtos falsificados e contrabandeados foram destruídos na Unidade de Transporte Interno (UTI) da Subprefeitura Butantã durante ação de combate ao comércio ambulante ilegal realizada na última semana. Entre os itens apreendidos estavam CDs, DVDs, brinquedos, óculos e acessórios para celulares e aparelhos sonoros.

Das mercadorias inutilizadas 30 mil itens foram recolhidos somente nos distritos que compõem a Subprefeitura Butantã –Morumbi, Rio Pequeno, Butantã, Raposo Tavares e Vila Sônia. As subprefeituras Campo Limpo, Lapa, Santo Amaro e M'Boi Mirim também participaram da operação.

A fiscalização do comércio irregular de produtos realizada pela Prefeitura, conhecida como Operação Delegada, reúne agentes vistores das subprefeituras e oficiais da Guarda Civil Metropolitana e Polícia Militar.

Remunerados para trabalhar em seus horários de folga, os PMs podem participar das ações num limite de até 96 horas por mês.

50 policiais atuam desde o mês de maio nas avenidas Rio Pequeno e Vital Brasil, e na Praça Isaí Leiner, que concentram os principais pontos de comércio da região do Butantã.
 

Fonte: Jornal Oeste News

quinta-feira, 01 de setembro de 2011
Áreas Verdes recebem ações de paisagismo

Praças e canteiros dos distritos do Morumbi, Butantã, Vila Sônia e Rio Pequeno recebem, até o final do mês de outubro, ações de revitalização e paisagismo inseridas no Projeto Florir São Paulo

A intervenção, uma parceria da Subprefeitura Butantã com as secretarias de Coordenação das Subprefeituras e do Verde e do Meio Ambiente, acontece em pontos estratégicos da região, como nas praças Elis Regina e Lions Club e no canteiro central da Avenida Dr. Vital Brasil.
Além do plantio de flores, arbustos e forrações de diversas texturas nas áreas verdes selecionadas a iniciativa promove, também, a demolição do asfalto de ilhas na via pública com posterior ajardinamento, desimpermebilização de bicos asfaltados; limpeza, recuperação e pintura de jardineiras, orlas e guias; reforma do passeio e implantação de projeto de acessibilidade.

Algumas praças recebem paralelamente ao plantio de espécies de vegetação como lírios, moréias, sálvias, agapantos e marantas, reformas estruturais.

Na Praça Elis Regina o pro grama prevê uma pista de caminhada, enquanto que na Praça Julio Dellaquila esquinas do passeio serão readequadas para inibir o tráfego de veículos na contramão.

Pontos contemplados
Bico de Praça - Avenida Comendador Adibo Aires na altura da Rua Radiantes

Praça Lions Clube - Avenida Comendador Alberto Bonfigioli

Praça Isaí Lerner e bicos asfálticos - Avenida Comendador Alberto Bonfigioli

Praça Elis Regina - Avenida Corifeu de Azevedo Marques no cruzamento com a Rua José Alves Maciel Praça Rômulo Pieroni - Rua Camargo na altura da Rua Sapetuba

Praça Julio Dellaquila - Avenida Eliseu de Almeida no cruzamento da Rua Jose Walter Seng

Praça Engº Luiz Vieira de Carvalho Mesquita - Avenida Pirajussara no cruzamento com a Avenida Eliseu de Almeida

Canteiro central das avenidas Caxingui e Dr. Vital Brasil.
 

< Anterior | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | Próximo >