Alterar Região
Categorias

História - O melhor do bairro de Ceilândia Centro, Ceilândia, DF

História de Ceilândia

Ceilândia é uma região administrativa do Distrito Federal, cidade-satélite situada a 26 quilômetros do Plano Piloto de Brasília através da Estrada Parque Ceilândia (EPCL/DF-095 - ou popularmente conhecida como Via Estrutural), seguida pela BR-070, ou através da Estrada Parque Taguatinga (EPTG). É a Região Administrativa com a maior população do Distrito Federal e tem como cidades vizinhas: Taguatinga, Samambaia, Brazlândia e entorno do DF Águas Lindas de Goiás e Santo Antônio do Descoberto.

A cidade surgiu a partir da Campanha de Erradicação de Invasões (CEI), que aconteceu em 27 de março de 1971 pelo governo local, e hoje é subdividida em diversos bairros como: Ceilândia Centro, Ceilândia Sul, Ceilândia Norte (esses três primeiros, juntamente com parte da Guariroba, formavam o setor tradicional, cujo projeto original era em formato de barril), Guariroba, P Sul, P Norte, Setor O, Expansão do Setor O, QNQ,QNR, Setores de Indústria e de Materiais de Construção e parte do Incra (área rural da cidade). O Setor Privê, outro bairro da localidade, está em fase de legalização. Alguns condomínios próximos da região como Pôr do Sol, no P Sul, e Sol Nascente, no P Norte, encontram-se na mesma situação.

Possui mais de 350 mil habitantes e é o maior colégio eleitoral da região (8ª Zona - Ceilândia Norte e parte do P Norte / 12ª Zona - Ceilândia Sul e parte da Guariroba / 16ª Zona - P Norte, Setor O, Expansão do Setor O, QNQ, QNR, condomínio Privê, Incra 09 e demais áreas rurais da cidade / 20ª Zona - P Sul e parte da Guariroba), com cerca de 4,5 mil estabelecimentos comerciais, formais e informais, além de possuir 1,6 mil indústrias. É a RA com o maior número de comerciários do DF (100 mil), possui uma população economicamente ativa de 160 mil pessoas e pode-se verificar também uma grande quantidade de feiras na região, como a Feira Central - a principal, exemplo de um empreendimento informal, pelo qual a cidade também pode se fortalecer.

Um dos maiores símbolos da cidade é a Caixa d"Água, que fica no centro de Ceilândia. Também não se deve esquecer da Casa do Cantador, que promove anualmente o Encontro Nacional dos Cantadores Repentistas.
 

Locais de Interesse

Caixa d"Água
Erguida no local onde foi fixada a pedra fundamental de Ceilândia, monumento histórico da Cidade e símbolo representativo de Ceilândia. Com uma arquitetura curiosa, foi erguida em 1973, hoje faz parte do cenário no cruzamento central de Ceilândia, nas vias da Avenida Hélio Prates.

Feira Central
Inaugurada em junho de 1984, com uma nova estrutura, a Feira Permanente de Ceilândia, administrada pelo serviço de Feiras da RA IX, possui uma associação (ASFEC), com serviço de som que atende aos 460 boxes e é o ponto de encontro e referência da comunidade local e das demais cidades do DF. É o lugar onde o Nordeste do Brasil se encontra com o Planalto Central.

 

Casa do Cantador do Brasil
Em uma instalação moderna projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, inaugurada em 9 de novembro de 1986, conhecida como Palácio da Poesia e Literatura de cordel – palco dos grandes festivais de repente.promovidos pela FENACREP federação nacional de associações de cantadores repentistas. Contatos pelo e-mail casadocantadordobrasildf@gmail.com. Atualmente tem como Diretora Rosália Alves Bezerra (Rosa Alves).

Parque Ecológico e Vivencial do Rio Descoberto
Parque ainda não criado oficialmente. A Lei n.º 547/93, autoriza o poder executivo a criar o Parque que localiza-se na área delimitada pela rodovia BR 070, a leste pelo Rio Descoberto, ao sul pelo leito do córrego capão do brejo e a oeste pela rodovia DF 190, na divisa com o Estado de Goiás. Seus primeiros 500 metros são intensivamente utilizados pela população, a qual já chegou a atingir a marca de 5000 pessoas nos finais de semana. Conhecido também popularmente como Parque da Barragem.

Centro Cultural de Ceilândia
Fundado em 20 de Setembro de 1998, tendo em suas instalações a Biblioteca Pública de Ceilândia Carlos Drummond de Andrade, a Divisão Regional de Cultura, a Divisão Regional de Desporto, Lazer e Turismo, a Brinquedoteca e o Conselho tutelar de Ceilândia, bem como disponibiliza salas onde são realizadas oficinas de Teatro, Coral, Capoeira, Dança de Rua (Hip-Hop) e Pintura Plástica. Infelizmente não foi totalmente concluído.

Centro Esportivo Recreativo Cultural Recanto do Nordeste - Parque de Vaquejada
Inaugurado em 1997, em uma área de 17 hectares, o parque é filiado à Federação Metropolitana de Vaquejada do Distrito Federal, possui 40 baias, um alojamento e um galpão para restaurantes e comidas típicas, nas festas que geralmente ocorrem nos meses de junho e julho.

Sítio arqueológico de Ceilândia
Descoberto em 1996 pelo arqueólogo Eurico Teófilo Mulher, ainda não tombado pela união, recebe freqüentemente alunos universitários. Em 1997, foram encontrados os primeiros fósseis, pedras e pontas de flechas de cristal, que indicava que há cerca de 10 mil anos aquela região já era habitada por primitivos. O sítio possui uma área cercada de 4 hectares.

Museu da Memória Viva de Ceilândia
O museu tem um resumo da história dos primeiros moradores de Ceilândia — a maioria, nordestinos que fugiram da seca e participaram da construção da nova capital. O restante dos artigos encontrados são livros, objetos e informações sobre a saga dos pioneiros do Distrito Federal e dos primeiros moradores de Ceilândia.

Museu da Limpeza Urbana
Museu inaugurado em 1996 próximo à Usina de Lixo de Ceilândia. Surgiu da idéia que os funcionários do antigo SLU (Serviço de Limpeza Urbana) tiveram de juntar as peças que encontravam no decorrer de seu trabalho. Hoje o local costuma ter de tudo e principalmente equipamentos bem antigos, como TVs e computadores, além de artigos construídos a partir das sucatas encontradas; um bom exemplo é o boneco que fica na entrada da localidade.

Abadião
Estádio de futebol Maria de Lourdes Abadia, mais conhecido como Abadião. Os dois times representantes da cidade são o Ceilândia e A Ceilandense.

Praça do Cidadão
Local onde acontecem diversos movimentos/festas populares na cidade. Possui também diversos órgãos de atendimento ao cidadão, além de uma quadra de esportes com arquibancada.

CEP–Ceilândia
O Centro de Educação Profissional de Ceilândia é a escola técnica da região onde os jovens se preparam em diversos cursos (áreas de Sistemas de Informações e Gestão Empresarial e Pública, entre outros) e onde também se costuma ter as apresentações e ensaios da Orquestra Sinfônica da cidade.

Cruzeiro
Indica a grande diversidade religiosa da cidade. Foi fixado próximo a Administração Regional de Ceilândia; na Praça do Trabalhador.

Feira do Rolo
Local onde se vende e se troca de tudo. No princípio ela localizava-se em frente ao Quarentão (o atual Restaurante Comunitário da região), depois ficou ao lado da Regional de Ensino de Ceilândia, passou para a parte sul da cidade e hoje se encontra no Setor O. A maioria dos produtos tem origem duvidosa e é possível encontrar diversos tipos de produtos, com ou sem nota fiscal. É bastante movimentada aos domingos.

Praça dos Eucaliptos
Possui este nome pela presença de grande quantidade de árvores de eucalipto. No local há uma pista bem movimentada onde skatistas e ciclistas se encontram para a prática de esportes.

Feira do Produtor Rural e Atacadista de Ceilândia
A feira tem 48 mil metros quadrados e, depois do Ceasa, é a mais importante no que diz respeito à distribuição dos produtos (a maioria hortifrutigranjeiros). Funciona todos os dias da semana.

  

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre