Alterar Região
Categorias

Notícias em O melhor do bairro de Centro, Conselheiro Lafaiete, MG

sexta-feira, 22 de maio de 2015
Lafaiete tem 30 casos confirmados de dengue

Embora a incidência de casos tenha aumentado, o índice de contaminação por dengue em Conselheiro Lafaiete continua abaixo do mínimo aceitável conforme os parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Quem garante é o secretário municipal de Saúde, Marcos Prates (foto). Ele reconhece que, apesar de os números atestaram que a situação continua sob controle, o quadro não deixa de ser preocupante: “No ano passado tivemos um índice de infecção de 0,2% da população, indicador que subiu para 0,6% este ano. Estamos abaixo do mínimo que o Ministério da Saúde preconiza, mas preocupados, já que subiu três vezes o número de pacientes infectados em Lafaiete. As equipes de combate à dengue estão completas, com todos os agentes fazendo nas ruas o trabalho de convencimento da população para combater o mosquito transmissor da dengue.”

Citando dados atualizados semanalmente, Marcos Prates informou ao Portal de Notícias Fato Real que, até à última segunda-feira (18/05), havia 160 casos suspeitos de dengue em Lafaiete; destes, 30 pacientes foram diagnosticadoscom a doença. Destes 30 casos positivos, 11 são de pessoas que não residem na cidade, mas tiveram o quadro diagnosticado no município. Lafaiete também teve confirmado o primeiro caso do ano de dengue hemorrágica, a forma mais grave da doença. A vítima permaneceu internada por 45 dias no Hospital e Maternidade São José, mas se restabeleceu plenamente e já retomou a vida cotidiana.

Focos

combate-c3a0-dengue-14-01-11O secretário confirmou que, há cerca de duas semanas, o setor de endemias se empenhou na eliminação de um grande foco do mosquito transmissor detectado nos bairros Expedicionários e São Dimas. De acordo com Marcos Prates, com a proximidade do inverno, a tendência é de que os registros de casos diminuam. Porém, reiterou que, para que o combate ao Aedes Aegypti dê o resultado esperado, a colaboração da comunidade é indispensável: “Pedimos à população que abra as portas para os agentes de combate à dengue e facilite o trabalho dos profissionais. Se houver dúvidas de que se trata realmente de um agente de combate à dengue, é só ligar para a Secretaria de Saúde ou a Ouvidoria do Município para confirmar.”

Marcos Prates acrescentou que a Secretaria de Saúde está contratando 30 agentes de endemias em caráter temporário para reforçar o trabalho de combate à dengue.

Fonte: Fato Real

quinta-feira, 21 de maio de 2015
1.400 trabalhadores terão contratos suspensos temporariamente na VSB

A região do Alto Paraopeba, formada por cidades como Ouro Branco e Congonhas, onde a economia é dependente do desempenho da indústria mineradora e da siderurgia, sente os efeitos da crise, agravada pela queda das encomendas internacionais em setores chaves, como comércio, serviços e construção civil.

Em Jeceaba a preocupação é dos trabalhadores da VSB e terceirizadas. Dezenas de demissões já ocorreram e o temor dos que ainda têm emprego é de que também percam o trabalho.

Segundo Carlos José Cavalcanti, diretor do Sindicato dos Metalúrgicos, a partir de junho os trabalhadores da VSB entram em férias coletivas pelo período de cinco meses, quando vão fazer curso de capacitação, com duração de quatro horas diárias, sem redução de salários. “No retorno haverá estabilidade por mais seis meses. Nesse momento de crise, nossa maior preocupação é evitar demissões”, diz Cavalcanti.

Trabalhadores temem que VSB encerre as atividades em definitivo

Em Congonhas, onde atuam indústrias extrativas, como Vale e Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), o saldo de empregos do ano é negativo. De janeiro a março a queda é 0,28% segundo dados do Caged. Em março, a variação do mercado de trabalho formal ficou negativa em -0,86%, com o saldo de 110 vagas fechadas.

Em abril o diretor industrial da Gerdau em Ouro Branco, Carlos Hamilton Pimenta, afirmou que diante do momento difícil do país a empresa tem a capacidade de buscar outros mercados, referindo-se à presença da empresa em 14 países. “Se temos competitividade para exportar, a gente mantém o nosso ritmo forte de produção. Temos minério próprio a menos de 10 km de distância da usina e temos geração própria de energia”, explicou o executivo.

O maior investimento hoje da Gerdau está em Ouro Branco, num total de R$ 3,2 bilhões (US$ 1,8 bilhão), expansão prevista para ser concluída em 2016, quando entra em operação a linha de aços planos.

Fonte: Fato Real

segunda-feira, 18 de maio de 2015
VIADUTO DA MRS FICA PRONTO EM DEZEMBRO

Deve ser entregue dentro do prazo estimado – dezembro de 2015 – a obra de construção de um viaduto ligando a rua Tapajós à rua Fernandes Leão, sobre a rua Marechal Floriano Peixoto, na parte baixa de Lafaiete. Segundo informações fornecidas pela assessoria de Comunicação da MRS Logística, toda a fundação do viaduto já foi realizada, assim como aproximadamente 90% dos pilares, restando apenas os dois primeiros que estão sendo, propositalmente, postergados para que se aproveite ao máximo o acesso da ponte sobre o rio Bananeiras na rua Tapajós. O empreendimento foi resultado de um acordo entre a MRS, a Promotoria de Justiça da Comarca de Conselheiro Lafaiete e a prefeitura municipal e resultou em um investimento de cerca de R$ 13,2 milhões. 

Fonte: Correio da Cidade

sábado, 25 de abril de 2015
Homenagem aos anjos azuis!

A AFAUPA.CL agradece à todos que participaram de nossa carreata.

 

foto 3 (2)A carreata foi um evento para comemorar o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo,mas também para celebrarmos nossa união em prol aos autistas.

foto 1 (2)

Viver com um anjo azul não é tarefa fácil, mas recebemos mais que fazemos, aprendemos mais que ensinamos, nos tornamos pessoas melhores.

foto 4 (2)

Em nome da AFAUPA.CL dedicamos este evento em especial ao Dani um anjo azul que usou suas asas para um vôo maior.

Vamos viver um dia de cada vez e realizar o nosso melhor!

Por: Karina Sala/Presidente da AFAUPA.CL.

Fonte: Fato Real

quarta-feira, 22 de abril de 2015
Surto de Cinomose preocupa veterinário

O crescimento do registro de casos de Cinomose, doença que ataca os cães, está preocupando a equipe do Centro de Controle de Zoonoses de Conselheiro Lafaiete. 

Em entrevista ao site de notícias Fato Real, o veterinário Jean Ciarallo falou um pouco mais sobre a doença e como ela se manifesta nos animais: “Cinomose é uma doença causada por um vírus e que ataca somente os cães domésticos e seus parentes selvagens, como os lobos. Ela é de fácil transmissão; se você mantiver contato com um animal doente, pode levar o vírus para outro cachorro. Portanto, mesmo se seu cão não sair de casa, corre o risco de ser infectado de forma indireta.”

Veterinário explica que vacinação é importante

Veterinário explica que vacinação é melhor caminho para evitar a Cinomose

Ciarallo explicou também que a infecção ocorre por meio de secreções e excreções do animal doente, seja através de corrimento dos olhos, muco nasal ou saliva, fezes e urina. Se a pessoa mantiver contato com qualquer destas substâncias, poderá se tornar transmissora da doença para cães sadios. Conforme esclarece o veterinário, a Cinomose é uma doença agressiva que debilita quase todo o organismo do cão podendo leva-lo à morte em poucas horas: “Os principais sistemas acometidos são os aparelhos respiratório e digestivo, além do sistema nervoso. Os primeiros sintomas aparecem quando o animal começa a apresentar secreção ocular e nasal (semelhante à conjuntivite) e evoluem para uma gripe com tosse. Depois o cão perde o apetite e sofre diarreia, podendo inclusive evacuar sangue. Depois estes sintomas iniciais vão desaparecendo e dando lugar aos que afetam o sistema nervoso. Primeiro o cachorro para de movimentar as patas traseiras e isso vai progredindo em direção à cabeça. Com esta progressão ele passa a ter movimentos involuntários, como se fossem tiques nervosos, evoluindo para convulsões e, na maioria dos casos, a morte.”

Segundo o veterinário, o animal infectado pode ser salvo da morte se a doença for diagnosticada a tempo; mas, na maioria dos casos, sobrevive com sequelas. Em situações extremas é preciso sacrificar o cão para aliviar seu sofrimento: Por isso é importante saber que, melhor do que tratar, é prevenir. A única forma de proteger seu cachorro de estimação é através da vacina contra a Cinomose. Contudo, por se tratar de uma doença que não representa risco para os seres humanos, esta vacina não faz parte do calendário de imunização gratuita dos cães.

O proprietário deve levar o animal à clínica veterinária de sua confiança e pagar pela proteção do seu cão. Jean Ciarallo informou que a dose da vacina custa em torno de R$50,00; filhotes a partir dos 45 dias de vida precisam tomar três doses com intervalos de um mês entre cada uma. Animais adultos que nunca foram vacinados recebem duas doses também com 30 dias de intervalo entre uma e outra. Depois desta imunização inicial, basta apenas o reforço da vacinação anual.

Fonte: Fato Real

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | Próximo >